Vídeo | Publicado em por | Deixe o seu comentário

fim da viagem

há um mês e onze dias deixamos o méxico, doidos para chegar em “casa”, mas a casa não existia. começamos então as viagens para rever familiares que durou bastante. agora isso acabou e estamos em busca da casa e de todo seu conforto e sentimento.

nesse mês + 11 dias passamos por: méxico, santiago, são paulo, pederneiras, brasília, porto velho, guajará mirim, são paulo outra vez, itapema, camburiú, uberlândia, prata e são josé do rio preto.

último dia no virreyes

longa espera em Santiago, chile

dois dias em são paulo e a pequena ana maria.

cinco dias em pederneiras

dois dias em brasília com tia ana

12 dias em rondônia!

levamos o vinicius pra conhecer a bolívia. rs

carnaval na praia, itapema, sc

três dias em uberlândia para rever e conhecer novos membros da família

prata, mg. volta de cavalo na chuva! delícia!

Agora, de volta a São Paulo e seu caos diário, adaptando, trabalhando, recomeçando, pensando, planejando e correndo (estamos nos volvendo atletas e pessoas saudáveis).

Vida nova!

Publicado em pangéia | Etiquetas , , , , | 2 Comentários

volta 2

depois de quase um ano viajando, sinto aquela coisa que a gente sente quando volta. é estranho demais, a gente se acostuma com um ritmo, com muitas novidades. e de repente, quando chegamos ao lugar de origem, um sentimento de rotina cai em cheiro, mesmo que ainda seja o primeiro dia. aparecem as dúvidas e as vontades que antes não estavam. e com as vontades uma nostalgia e um tédio. adaptar-se ao de sempre parece mais difícil que se adaptar ao novo. e essa cidade é estranha, é grande é cara é impessoal é cheia demais é boa e é ruim junto. é aqui mesmo ou sou eu?

Publicado em pangéia | 1 Comentário

Contigo Quero Dividir Minha Solidão

Finalizamos este mês o trabalho desenvolvido durante o “Seminário de Fotografia Contemporânea 2010″, no Centro de la Imagen, México:








“Posso ver a mesma paisagem muitas vezes e sempre aparecerá algo novo, e todas as paisagem, de todos os lugares, no final podem ser a mesma, pois são imagens que existem mais dentro de mim do que no mundo de verdade. A paisagem respira no ritmo que piscam meus olhos. A imagem respira em si misma e também dentro de mim.

Essa imagem me deixa só, e essa solidão me impulsiona a seguir buscando. Ela é fraca, ela não fala por si mesma, e essas palavras também são fracas e vazias.

Sei que você não vai ver esta imagem que existe só na minha cabeça, nem vai sentir o que eu pude sentir ao ve-la, mas sei que contigo posso compartilhar um pouco dessa solidão de ter uma imagem que me habita.”

 

Publicado em pangéia | Etiquetas , , , , , | 9 Comentários

passado não recente

 

 

Publicado em pangéia | 1 Comentário

passado não recente

Publicado em pangéia | Etiquetas , , , , | 1 Comentário

passado mais recente


Aqui em Porto Velho, na casa de meus pais, sempre encontro coisas antigas. Roupas velhas, brinquedos, coisas que eu usava um tempo atrás e já não uso, etc.
Mas o que eu mais gosto de ver dessas coisas antigas são os álbuns.

Publicado em pangéia | Etiquetas , , , , , , | 3 Comentários

holbox

Esta é a mesma cidade onde só se pode andar de carrinho de golfe, que postamos aqui.

Publicado em pangéia | Etiquetas , , | 2 Comentários

virreyes parte III

Ah mas não tem como esquecer o Virreyes mesmo. Nos nossos últimos dias por lá acabamos fazendo mais algumas fotos.

Publicado em pangéia | Etiquetas , , , | 1 Comentário

oi são paulo

Publicado em pangéia | 3 Comentários

adiós, méxico

Publicado em pangéia | Etiquetas , , , , , , | Deixe o seu comentário

trailer

Fizeram até um documentário sobre nossa ex-casa, o Hotel Virreyes!

Publicado em pangéia | Deixe o seu comentário

aterrisando…

Publicado em pangéia | Deixe o seu comentário

serviço receptivo de aeroporto

Publicado em pangéia | 2 Comentários

adiós!

Na nossa última noite por aqui fizemos uma pequena despedida dos amigos em um bar perto da nossa casa. Sem muitas palavras: foi incrível conhecer todas essas pessoas e essa experiência no México. Já com saudades daqui, e um montão de sentimentos misturados nesse momento que nem sabemos dizer direito o que estamos sentindo, nos despedimos.

Adiós!

Publicado em pangéia | Etiquetas , | 3 Comentários